Ainda não tenho namorado

Espaço Mulher - Você tem valor

Estudos

Ainda não tenho namorado

1 – Introdução

Uma mulher / moça quando não arranja namorado, com o tempo fica algo complicado.
Há muita pressão da parte de família, amigas que casam e têm filhos etc.
Estão sempre a perguntar: já tens namorado, onde está teu namorado, torna-se uma obsessão, no princípio apenas dos familiares, mas depois acaba por influênciar também a mulher.

As pessoas dão a entender:
– Que está algo errado com ela / Ninguém gosta dela
– Que ela devia fazer algo urgentemente

Por isso às vezes as mulheres ficam com namorados, que nunca deviam ser seus namorados.

Enquanto são mais jovem têm uma lista enorme com condições, mas com o passar dos anos, a pressão aumenta e a lista com condições diminui, até que qualquer um serve.


2 – O foco Certo

Na verdade ela perdeu o foco todo:
– O seu alvo não é ter um namorado
– O seu alvo é encontrar alguém com quem pode construir um FUTURO.

Quando uma pessoa está desesperada correm-se perigos:
– Ela transmite desespero, ansiedade.
– Em vez de ser ela mesma está sempre pensar num possível namorado.
E isso sente-se. Pode ser a moça mais bonita do mundo, mas está a transmitir algo errado.
Em vez de atrair, vai afastar qualquer possível namorado.
A pessoa sente que nem pode só falar, só ter amizade consigo. Sente-se logo preso. Então afasta-se.

Mude o seu foco, ponha prioridades na sua vida, e FIQUE FOCADA


3 – O que Fazer

Mat. 6:33
“Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.”

Ponha este assunto nas mãos de Deus. Ande atrás de Deus, faça a sua caminhada.
Se nos preocupamos com os planos de Deus, Deus se vai preocupar connosco.

OS SEUS PLANOS PARA O FUTURO:

a)
Saiba o que quer da sua vida, e trabalhe para isso.

O alvo da sua vida, o seu futuro não é só arranjar namorado e casar.
E depois ???
O casamento são 2 pessoas. Cada um traz algo para o casamento: talentos, dons, falhas, problemas
Prepara-se para trazer o melhor para o seu casamento.


b) Resolva os seus problemas
Torna-se uma pessoa melhor, mais cheia de Deus.
Se estamos mais cheias de Deus, atraímos mais pessoas.
Elas sabem que você tem alguma coisa, não sabem o que é. É a vida de Deus, o E.S. a viver dentro de si.


c)
Não fique à espera em casa
Vá onde há pessoas, tendo em conta que a pessoa que Deus tem para si, vai ter o mesmo tipo de alvos, então não procure um namorado numa discoteca.
Você quer alguém que serve a Deus. Onde ele está? Na Igreja! Seja activa na Igreja.


d)
Faça uma lista com alvos
Não exagere, a pessoa perfeita não existe.

Lista de 2 coisas:
1- “Nunca” 
2- “Condição sem compromisso”

Isso vai lhe poupar muito tempo.


e)
Reconheça a resposta de Deus
Deus sempre responde, Ele vai lhe trazer pessoas.
– Muitas pessoas casam-se com quem no princípio nem gostam e têm um casamento muito feliz. Na luta que tiveram no princípio por não gostarem um do outro, criaram um laço.
– Outras casam-se com pessoas que eram apenas amigos e tem casamento muito feliz. A amizade cresceu e atingiu outro nível
– Outras nunca se casam, porque estão a espera de uma emoção imediata. Não reconhecem a Deus, porque tem uma ideia fixa de como a pessoa devia ser e estam a espera de logo reconhecer a pessoa. A pessoa está a espera de uma emoção qualquer (como nos filmes, fogo artifício, música, um click)                                 
Mas não é assim. Há pessoas com quem foi assim, mas é raro.

Comentários

O banco de Amor

Espaço Mulher - Você tem valor

Estudos

O banco de Amor

1 – INTRODUÇÃO


Casamento é quando 2 pessoas começam a viver uma vida em comum.

Não é algo que acontece, mas é construído dia após dia.

Podemos dizer que o amor é a cola, o cimento que temos para construir um casamento forte.

Se usamos pouco cimento ou cola ou com pouca qualidade, a construção do nosso casamento vai ser:
– fragil, vai cair com qualquer tempestade;
– vai ser uma construção pequena;
– qualquer inimigo fácilmente parte as paredes.

TEMOS QUE TRABALHAR NA QUALIDADE E QUANTIDADE DO CIMENTO, DO AMOR!

Para isso usamos um conceito que chamamos “banco do Amor”.

Mat.7:24,25
“Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras, e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha; 25 E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e näo caiu, porque estava edificada sobre a rocha.”


2 – O QUE É O BANCO DO AMOR


Suponhamos que o seu marido tem uma conta no banco do amor do seu coração e que você tem uma conta no coração dele.

NESTA CONTA:
– Podemos depositar moedas de amor;
– Podemos levantar moedas de amor;
– Podemos não fazer nada.

Como resultado o saldo pode estar positivo ou negativo. Ou na pior das hipóteses, a conta pode ser fechada.

Agora não é para ouvir esta mensagem e dar as notas ao marido.
É para você ouvir como pode aumentar o saldo na conta no coração  dele.
Ouvir e saber o que EU posso fazer.


3 – COMO MUDAR O SALDO NESTA CONTA


AUMENTAR O SALDO:  
Fazendo, dizendo uma coisa boa, agradável.

BAIXAR O SALDO:  
Quando ficamos zangados, irritados, quando gritamos ou fazemos guerra.
Ninguém é perfeito e todos nós de vez em quando nos zangamos.

QUAL O SEGREDO PARA TER UM BOM CASAMENTO ?

É ter a conta tão alta no coração da sua esposa ou marido, de forma que, mesmo que você perda o controlo das suas emoções, o saldo nunca baixa até estar negativo / vermelho.

Temos que ter reservas no banco do amor.


4- NECESSIDADES EMOCIONAIS


Há uma maneira muito rápida de aumentar o saldo no banco do amor = Quando você supre uma necessidade, que chamamos necessidade emocional.

Uma necessidade emocial =  um desejo forte que:
– quando suprido, faz a pessoa muito feliz
– quando não suprido, faz a pessoa sentir-se muito infeliz.

Muitas vezes nem sabemos que temos estes desejos, só que sentimos que temos falta de algo.

Existem várias necessidades emocionais e o interessante é ver que as neccessidades do marido normalmente são contrárias ás necessidades da esposa.

Marcos 4:26
“Tudo no reino de Deus é assim como se um homem lançasse semente à terra.”…


SEMEAR PARA COLHER.

                                   

Comentários

Para além dos panos

Para além dos panos

Como dizia a minha mãe, toda a mulher tem que ter pelo menos um pano. Não sabia bem o porquê, mas a verdade é que sempre tive.

Como já referi anteriormente, uma das coisas que me impressiona é a maneira como cada povo se expressa diante de Deus, da vida, dos problemas, a noção de pecado que muitas vezes se funde com as tradições do país, fazendo com que haja um conflito em muitas pessoas quando se deparam com a verdade da palavra de Deus. Na cultura africana, por exemplo, isso não se passa somente pela maneira de estar, de dançar (modéstia à parte, dançamos muito bem), mas também na maneira de se vestir.

O tecido africano é cheio de cor, de vida, diversidade e significados.

No continente africano, o tecido africano tem vários nomes:
Pano, em Angola;
Capulana em Moçambique;
Andrika no Ghana;
Bogolan no Mali;
Adire na tribo dos Ioruba da Nigéria;
Kuba são tecidos bordados pelo povo Kuba do Congo;
E kitenge na Zâmbia.

O tecido africano pode mostrar vários aspetos da vida de uma mulher: a posição social e económica, o estado civil, e a ocasião em que é vestido tal traje.

Tem também várias utilidades, desde o amarrar crianças às costas a simplesmente amarrá-lo à cintura em cerimónias tradicionais, tendo ainda inúmeras outras funções como ser usado para peças de ornamentação, e até já chegou às grandes passarelas de moda do mundo. 

Cada tecido é um traço de identidade de cada povo, e isto só nos mostra como Deus nos fez cada um de uma maneira única e especial.

Como está escrito em Apocalipse 5:9, Jesus foi morto e com o seu sangue comprou para Deus homens de toda a tribo, povo, língua e nação.

Mesmo que diferentes, somos todos criaturas de Deus e Ele nos ama da mesma maneira.

Até aqui nos ajudou o Senhor

“Ebenézer”

#ebenézer #somostodosfilhosdeDeus #culturas

Comentários

Poder do perdão

Espaço Mulher - Você tem valor

Estudos

Poder do perdão

1 – Importância do Perdão

Mateus 6:12-15
“e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós também temos perdoado aos nossos devedores; e não nos deixes entrar em tentação; mas livra-nos do mal. Porque teu é o reino e o poder, e a glória, para sempre, Amém.
Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós; se, porém, não perdoardes aos homens, tampouco vosso Pai perdoará vossas ofensas.”

Já na oração, Jesus nos fala.
Depois da oração, repete outra vez a mesma coisa. Perdoa !!!

Marcos 11:24-26
“tudo o que pedirdes em oração, crede que o recebereis, e tê-lo-eis.”

Quando estiverdes orando, perdoai, se tendes alguma coisa contra alguém, para que também vosso Pai que está no céu, vos perdoe as vossas ofensas. Mas, se vós não perdoardes, também vosso Pai, que está no céu, não vos perdoará as vossas ofensas.

Perdoar não é para mostrar o quanto somos santinhos ou fazer um favor à outra pessoa.
Perdoar é para o nosso bem, para que estejamos limpos diante de Deus, com coração limpo.
Limpos = Deus olha para nós e responde as nossas orações


2 – O Perigo de não Perdoar

O que acontece quando não perdoamos?   
“Este é demais. Não consigo.”

Tudo funciona com a lei de semear para colher. Tudo é tudo !

Lucas 6:37
“Não julgueis, e não sereis julgados; não condeneis, e não sereis condenados; perdoai, e sereis perdoados.”         

Ficamos nas mãos de atormentadores.
Os demónios têm uma porta aberta na sua vida.
Você está com isso no coração.
É uma seta inflamada do diabo, que está a inflamar todo seu corpo.

Vai pensar, re-pensar, resentir.
Cada dia, fica maior.

Em vez de o amor de Deus crescer no seu coração  = fruto do Espírito Santo
Você cada dia fica mais amarga, até com ódio no coração   = fruto de demónios.

Resultado ? 
– Doenças (úlceras e muitas outras doenças)
– Não poder dormir (atormentado…)
– Divórcio (por causa de coisas pequenas, parvas.)


3 – Como Perdoar

Perdoar não é um sentimento, Perdoar é uma decisão:
– Vou perdoar!
– Não vou mais pensar!

Como Deus nos perdoa ?

I João 1:9
Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.

O que quer dizer ?
Ele nos perdoa, não pensa mais nos pecados, não nos vai lembrar mais dos pecados.
Quando Ele olha para nós: Ele nos vê limpo, como que nunca fizemos nada disso.

Deus deita fora os pecados num lago muito fundo, onde diz: proibido de pescar!
Deus limpa, como limpamos um prato que está sujo de comida.
Está limpo. A sujidade se foi!
Não lembramos ao prato a comida anterior, que era toda queimada.

Imite Deus:  
– Decida: “eu vou perdoar, vou esquecer a ofensa que esta pessoa me fez.”
– Quando penso nela: “ela é linda, cheia de qualidades, está fazer o melhor dela.”

E se ela faz a mesma coisa outra vez ou outra coisa ainda pior?
O que vai dizer? 
– “É sempre a mesma coisa, já a última vez…”  (proibido de pescar !!!)
– “Dou mais uma chance!!  Depois acabou!!!

Mas veja o que a bíblia diz:
Mateus 18:21,22
“Pedro, ..  lhe perguntou: Senhor, até quantas vezes pecará meu irmão contra mim, e eu hei de perdoar? Até sete?Respondeu-lhe Jesus: Não te digo que até sete; mas até setenta vezes sete.”

Temos que perdoar setenta vezes sete vezes, ou seja, temos que perdoar sempre.

Comentários

Nossos filhos e a internet

Nossos filhos e a internet

Todos nós usamos a internet para quase tudo hoje.

Para estudar, trabalhar, negócios, entretenimento… etc. Mas também é verdade que nossos filhos, muitas vezes sem capacidade de discernimento, se alimentam de conteúdos impróprios.

Ouvi a história de uma menina, que na escola ouviu dos colegas uma conversa de cariz sexual. Curiosa, recorreu a vídeos da internet onde pessoas explicavam o que significava. Como podemos imaginar só fez mais confusão na cabeça da menina.

Porque o mundo torna o pecado fácil, acessível, romantiza o pecado com o pretexto de que todas as formas de amor são validas, que a pessoa pode ter e fazer com o seu corpo o que quiser.

Enquanto crentes, sabemos que Deus fez homem e mulher e nada mais.

No entanto nós e os nossos filhos, vivemos nesse mundo e não conseguimos impedir o que os outros falam ou pensam.

Me faz lembrar a história de Daniel, Ananias, Misael e Azarias (Daniel-1, Belteshazar, Sadrach, Mesach e Abd-Nego), que foram tirados das casas dos seus pais para o palácio do rei Nabucodonosor e decidiram não se contaminar como os manjares do palácio.

Temos que ensinar os nossos filhos da mesma maneira. Não os teremos connosco para sempre, mas teremos a certeza de que onde quer que eles estiverem, as leis de Deus os guiarão.

Darmos abertura aos nossos filhos para quando ouvirem algo que os inquiete, tirarem as dúvidas com os pais. E nós explicarmos e dissiparmos as dúvidas, porque uma mente com dúvidas é uma porta aberta para o diabo encher nossos filhos com suas mentiras.

Até aqui nos ajudou o Senhor

“Ebenézer”

#ebenézer #filhos #educacao #internet