Querido Diário…

Querido Diário

Estamos em 1993. Eu com os meus 11 anos, franzina e com óculos de massa maiores que a minha cara, inicio o meu primeiro diário. Sim. Daqueles com um cadeado que se abre com um gancho, capa grossa com ursinhos e folhas perfumadas.

Talvez a maioria das miúdas ficasse com o diário a meio para nunca mais voltar a escrever nele, mas eu escrevi diários até aos meus 18 anos (e antes que deliberadamente me chamem “nerd” enquanto tossem a fingir, leiam isto até ao fim).
Escrevi uns 10 ou 11 deles. Completos.

Ficaram registados vários momentos marcantes…
Como me senti ao ter chegado o “Benfica” pela primeira vez (quem é mulher sabe…);
Como foi o meu primeiro beijo (adianto que foi deprimente);
Como era o meu dia-a-dia na escola – do 6º ano ao 12º ano!
Como superei desilusões amorosas;
O momento em que conheci o meu atual marido (eramos miúdos de 14 anos, que lindos);
Poemas, Teses sobre a Vida e sobre Parvoíces.

Aliás, sempre tive uma regra própria: nunca registar nem descrever maus momentos, para que no futuro não me lembrasse deles. Mas eles ficam… Mas não moem, por isso, continuemos.

Naquela altura, o meu sonho era ter uma filha para que numa espécie de “herança-concedida-estando-ainda-viva”, ela pudesse ler e conhecer a sua mãe sem filtros (eu lá sabia o que isso era naquela altura…) e quem sabe, o meu eu de 12, 14, 16 ou 18 anos, pudesse ajudá-la a ultrapassar ou compreender as cenas da vida.

A boa notícia é que ela (a mais velha) já sabe ler e poderia se identificar já com o primeiro diário! Teria tanto para ler… E eu ficaria tão feliz, assistindo a um sonho concretizado de lágrimas nos olhos e mão no peito.

A má notícia é que todos os diários neste momento devem estar compactados num aterro sanitário a largos metros de profundidade do solo. Ou numa perspetiva mais romântica (mas igualmente triste), as várias páginas repletas de sonhos e momentos únicos de adolescente, devem ter sido transformados em rolos de papel de cozinha.

O que aconteceu? Perguntam vocês.
A minha mãe despachou-os numa limpeza. Daquelas limpezas em que vai tudo atrás.

Não esperavam este desfecho, pois não? Nem eu.
Mas aqui estou, porque eu não sou aquele diário (sim, eram mais de 10, mas isso agora não interessa). Mas sabem que mais?

Passará o céu e a terra, [incluindo os diários escritos por uma adolescente qualquer] mas as Minhas Palavras jamais passarão”. (Mateus 24:35)

Guarda o que foste. Esquece o que não acrescenta. Vive o presente como um Presente DELE.
Com ou sem diário, cá continuamos a deixar as nossas marcas no dia-a-dia!

P.S. E sim. A minha querida mãe está perdoada.

 

“Flor sem sal”

#diario #paginasdehistoria #flordesal #guardaroqueébomdeguardar #maeefilha 

Comentários

De repente 40

De repente 40

Meu Deus, quarentei e agora? O que muda? Estou velha?
Quando entrei na fase dos trinta, me senti ótima, me achava gata e poderosa. Mas, a preocupação começou quando avistei os 40. 🙂
Aí sim começou o questionário mental!! Estou velha? Ah mais uma gordurinha?… linhas de expressão por todo rosto… celulites… aí meu Deus!!
Mas não pude evitar os 40 chegou!! E agora, estou nessa nova fase com uma filha de 17 anos (Jesus me ajude), marido, casa, Igreja, chamada, departamentos, um cachorro e eu.

Tantas coisas pra fazer, tantas coisas pra cuidar, sem descuidar de mim, mesmo porque, agora o cuidado tem que ser maior pra evitar que a lei da gravidade não chegue mais cedo. 🙂 

São tantas coisas que quero compartilhar, tantas mudanças!! Mas neste primeiro artigo, quero falar de um assunto que começa muito cedo na vida todas as mulheres e que depois dos 40 a coisa aumenta!!!

Quero falar sobre TPM – Tensão Pré-Menstrual, podemos chamar também de:
Todos os Problemas Misturados
Tocou, Perguntou, Morreu
Tendência Para Matar
Totalmente Pirada e Maluca
Enfim, a TPM pode ser chamada várias coisas, que fazem muito sentido. 🙂

Aos 40 eu pensava que a coisa ia ficar melhor, eis que me enganei!!
Tudo fica mais intenso neste período delicado, além do stress, da ansiedade, da fome (vontade comer tudo que tem na geladeira e o que não tem também) e das emoções alterada, entrou um novo item na lista desse momento perturbador, que é AUTOESTIMA, sim ela mesma, que desde de sempre nos persegue, mas aos 40 ela passa ser mais intensa 🙂
Nada fica bom, nem a melhor roupa, o melhor sapato, nem a maquiagem profissional, nada te faz sentir feliz consigo mesma… é desesperador!!! O espelho se torna seu inimigo mortal!
Parece que todas as mulheres são mais bonitas e especiais, e que você não se encaixa em nenhum lugar. É uma luta constante na mente!! 

Mas ao mesmo tempo tenho que ser exemplo pra minha filha e para as mulheres a minha volta, além de ter toda precaução em relação ao marido, que muitas vezes não entende toda essa alteração emocional num período que varia de 7 a 10 dias todos os meses (dependendo da mulher pode ser mais).

Tenho que ter todo um jogo de cintura, e o fato de ser uma mulher mais velha (nem tanto assim) me trás a responsabilidade ser melhor. A fase de se entregar as emoções já passou, agora mesmo que tudo continua nesse período de TPM, e com uma intensidade ainda maior, tenho que ter a capacidade de gerir as situações.
O maior desafio é controlar os sentimentos quando eles gritam dentro da gente.
Mas é preciso!!! Por mais que pareça difícil, não é impossível. E essa é uma da vantagem de chegar aos 40, você descobre que é capaz de lidar com as suas emoções.

Um fato importante é que posso contar com uma força que só vem Deus, uma força chamada SABEDORIA, que só Deus é capaz de dá!… Tiago 1:5

Com certeza em mim não há forças, mas eu coloco a minha ansiedade, as minhas emoções diante de Deus, coloco os meus olhos Nele, e Ele me ajuda vencer as loucuras da mente!… II Crônicas 20:12

Então se você ainda não chegou aos 40, prepara-se, pois ele vai chegar. 🙂 
Mas confie em Deus, peça sabedoria a Ele. Mas exorto, peça sabedoria, não peça força, porque não me responsabilizo do que pode acontecer! 🙂
Toda fase da mulher é importante, mesmo as mais difíceis, mas aproveite, porque elas nos fazem mulheres melhores e mais fortes!!

Não se preocupe é possível ser feliz aos 40 sem descer do salto!!! 🙂

“De repente 40”

#derepente40 #quarentei #mulhermadura #mulherdesaltos

Comentários

A pandemia do diabo

A pandemia do diabo

Diante dos últimos acontecimentos em que o mundo está mergulhado, vamos fazer uma comparação com a nossa vida espiritual. O mundo todo foi atingido por um vírus que ameaça a vida humana.

O que sabemos sobre o vírus que ataca o nosso corpo, tal como o diabo ataca o nosso espírito?

1- SEM DISTINÇÃO DE PESSOAS

Tal como o vírus, o diabo não faz distinção de quem será atacado. Ricos, pobres, brancos e negros, países mais desenvolvidos ou com menos recursos, todos temeram e têm lutado pela vida. Assim também é o diabo, não importa o tempo de igreja que temos, o título que temos, (até o nosso Senhor foi atacado (Marcos-4)). O diabo fará de tudo para nos atacar, nos afastar de Deus e da Igreja, tal coma bíblia nos diz em 1ªPedro-5;8.

2- PESSOAS NOVAS E SAUDÁVEIS

As pessoas novas e saudáveis têm menos probabilidade de serem infetadas pelo vírus. Assim também vemos aquelas pessoas que acabaram de entregar a sua vida a Jesus, estão na fase do primeiro amor, servem a Deus dentro e fora de tempo, o diabo até ataca, mas o crente nessa fase tem os olhos em Jesus, confia nele, é perseverante e resiste aos ataques do diabo.

Por isso a bíblia em Apocalipse nos adverte a não perdermos o primeiro amor, a nos lembrarmos de onde caímos, praticarmos primeiras obras e nos voltarmos para Deus.

3- ASSINTOMÁTICOS

Outro tipo de pessoas são os assintomáticos, que apesar dos ataques do diabo, têm o sistema de defesa muito forte, ou seja, o escudo da fé, com o qual apaga todos os dardos inflamados do maligno. O crente está revestido com a armadura de Deus, por isso fica firme contra as astutas ciladas do diabo.

4- IDADE DE RISCO

A caminhada é longa, muitas vezes vemos crentes cansarem-se no caminho, dececionarem-se com pessoas dentro da igreja, problemas de relacionamentos, etc., a bíblia nos adverte que Jesus é o autor e consumador da nossa fé, a nossa fé começa em Jesus e deve terminar nele. Vamos ser firmes e constantes, porque o nosso trabalho não seja vão no senhor (1ªCorintios-15,58).

5- DOENÇAS QUE BAIXAM A IMUNIDADE

Muitas pessoas sofrem de certas doenças, o que aumenta muito o perigo de morte, caso sejam infetadas.

A desobediência à palavra, o pecado, a murmuração, as más companhias, a falta de perdão, o semear contendas entre irmãos, ou seja, os frutos da carne, nos tornam vulneráveis aos ataques do diabo. Por isso Jesus nos adverte em Mateus-15:19, que do coração procedem as coisas boas e más. Em Provérbios-4;23 a Bíblia nos aconselha a guardar o coração, porque dele procedem os fluxos da vida.

Como diz a minha filha, em pleno século XXI, quando pensávamos que o mundo estaria mais desenvolvido tecnologicamente, no ano 2020 aprendemos a lavar as mãos. Muito se fala dos cuidados a ter para não contrair o vírus, e os cuidados com a nossa vida espiritual?

Use a máscara para se afastar do pecado, do mundo, resistir ao diabo como diz a bíblia, mas tudo isso quando nos sujeitarmos a Deus. (Tiago-4;7)

Temos o nosso álcool em gel, o sangue precioso de Cristo, que foi derramado por nós na cruz do calvário, para a nossa libertação e proteção, assim com aconteceu com o povo de Deus no Egito. O anjo da morte não pode entrar nas casas do povo de Deus, porque estavam protegidos pelo sangue do cordeiro.

Para além de lavarmos as nossas mãos, vamos lavar o nosso coração. A Bíblia diz que a igreja é purificada pela lavagem, pela palavra de Deus.

Até aqui nos ajudou o Senhor

“Ebenézer”

#ebenézer #pandemia #covid #sanguedejesus

Comentários

A jovem mulher nos dias de hoje

A jovem mulher nos dias de hoje

Venho de uma geração que já passou por muitas mudanças até agora.
Cresci a aprender que a mulher tem de se guardar, que o homem já pode fazer o que quiser, bla bla bla. Com o tempo, a mulher foi ganhando mais “liberdade”, mais direitos… Mas também a poder fazer aquilo que tanto criticavam nos homens há uns bons anos atrás, mas agora já é mais aceitável.

A verdade é que nós, jovens mulheres, temos muita expectativa vinda dos outros (família, amigos, sociedade, igreja…) e cada uma de nós é que tem de decidir para onde vamos e o que vamos fazer.

Agora pensem comigo: o que é que eu quero para mim? O que eu quero transmitir aos outros? Será que a opinião alheia vai influenciar o meu bem estar?

Independentemente do nosso status social, crença, país, etc., algo que tenho a certeza que é comum a todas é o querer ser feliz. Agora onde vamos buscar a felicidade vai depender de cada uma de nós. Todas temos gostos diferentes e isso é normal. Se fosse tudo a gostar do mesmo, não teria graça!

Mas atenção! As nossas decisões têm consequências. Nós escolhemos quais queremos ter, boas ou más.

Como jovem mulher, pode-se dizer que temos o mundo pela frente. Por isso, para e pensa no que queres para o teu futuro. Escolhe sabiamente o teu caminho. Não aceites perder, mas também não queiras ser mais que os outros.

Existe alguém que sabe qualquer que seja a situação pela que estás a passar e que, se tu O procurares, vai-te ajudar. Interessada? Lê Hebreus 4:15-16

Jovem mulher, foste criada para ser amada. És valiosa. Não te apresses nas tuas decisões, sê determinada e luta pelos teus objetivos.

“Crazy_but_sweet_too”

#crazybutsweettoo #jovem #mulhernosdiasdehoje #escolheumcaminho

Comentários

@A_vida_sem_filtros – Fases

Fases

Para mim a vida se resume em antes e depois dos filhos.

Tem aquelas pessoas adeptas do famoso “os filhos não mudam em nada nossa vida” e aquelas da “minha vida virou de ponta cabeça com os filhos”, e a única coisa que posso dizer pela minha experiência é que SIM, EXISTE UM ANTES E DEPOIS DOS FILHOS. Porque a maternidade te apresenta sentimentos tão únicos que em nenhuma outra fase da sua vida você passará por algo parecido.

Tudo já começa na gravidez com a alegria do positivo, com a expectativa para descobrir o sexo do bebê, a ansiedade para a chegada do parto e depois que o bebê nasce é que a montanha russa de emoções antagônicas começa.

Me lembro de ter dias que estava tão cansada em que tudo o que eu queria era que o meu filho dormisse durante o dia para eu ter um tempo para mim (ou seja, sem preocupações)  quando finalmente ele dormia depois de 15 minutos eu já estava com saudade e queria acordá-lo, ou a sensação de querer que eles cresçam rápido para ficarem independentes, mas sempre que reparo o quanto estão crescidos vem aquela vontade de parar o tempo para que eles fiquem bebés para sempre, é minha filha, este é o mundo depois da maternidade, e quando me perguntam como era a minha vida antes dos filhos? Não sei, não me lembro como era antes deles, a única certeza é que deveria ser bem mais sem graça para eu nem me lembrar.

E nestes altos e baixos haverá dias em que a vontade de acordar e não ter que se preocupar com mais nada a não ser a suas próprias vontades será grande. Filhos não esperam, eles tem as suas horas e quanto mais procrastinarmos mais trabalho teremos depois, roupas por lavar, casa por limpar, mas sabe, o que me conforta nestes dias é lembrar que nada é para sempre, é uma fase, isso tudo vai passar e só vai ficar a saudade, ao invés de reclamar eu tenho que aproveitar porque um dia eles vão crescer, irão para longe do meu ninho e sentirei saudades de tudo isso que hoje acho “chato”, afinal, quem que gosta de comer a comida fria porque o filho resolveu derramar sumo pela casa toda?

Todas as fases da nossa vida são importantes e a “depois dos filhos” será a que te deixará com mais saudade.

“A_vida_sem_filtros”

#avidasemfiltros #fases #terfilhos #depoisdosfilhos