Ser mãe aos 20, 30 e 40 anos

Ser mãe aos 20, 30 e 40 anos

Sou uma mãe de mão cheia, que começou a sua jornada aos 20 anos.
Tive três filhos muito próximos, aos trinta voltei a ser mãe, e na década seguinte vivenciei novamente essa experiência maravilhosa.
Sinto-me privilegiada, porque trouxe ao mundo cinco filhos maravilhosos, todos eles com um propósito de vida.

Ser mãe é um talento, uma missão, uma chamada, que deve ser desenvolvida como tal.
A minha experiência como mãe em 3 décadas diferentes, é muito diferente…

Aos vinte anos, quando temos três filhos pequenos, e temos de dar banho a todos ao mesmo tempo, e também as refeições são em série, tal como o processo de vestir, levar à escola. E temos um marido que também não podemos descurar, porque afinal, eu casei com ele, e devo amá-lo e honrá-lo, inclusive com a minha disponibilidade para com ele, muitas vezes é extenuante.

Mas quando me deitava à noite, acontecia um fenómeno incrível… Deus renovava as minhas forças, e no dia seguinte, estava como nova, pronta para mais uma batalha.
E todos os dias vivia essa mesma experiência… As poucas horas dormidas, representavam todo um rejuvenescimento sobrenatural.

Aos trinta anos, quando voltei a ser mãe, já foi um pouco diferente, o corpo já demorou a recuperar a forma inicial, as forças já não eram renovadas com a mesma facilidade, a paciência às vezes faltava…
O esforço era muito maior, assim como a dificuldade em conciliar todas as coisas… Marido, filhos, casa, empresa, igreja, e a mim própria como pessoa e como mulher.

Aos quarenta, quando tive a minha última princesa, ainda mais difícil foi… O corpo não tem a mesma força e também emocionalmente é tudo mais difícil que digerir.
Mas… foi mesmo um presentinho que Deus me deu.
Ela é independente, meiga, crescida, perspicaz, intuitiva, …, e muitas vezes até faz de mãe.

No outro dia, eu estava tão cansada, mas como habitualmente, tento guardar isso para mim, e ela chegou da escola, olhou para mim, deu-me um beijo, uma festinha, e perguntou “Porque é que estás triste, mãe? Tinhas saudades minhas? Tu sabes que te amo”.
E de repente, lembrei-me da responsabilidade e do privilégio de ser mãe, esposa, mulher, e de ter Deus na minha vida, que me ajuda, capacita e fortalece em todos os momentos, mesmo quando parece que as forças e o ânimo, querem desvanecer-se.
Sorri, e respondi “Está tudo bem, apenas estava pensativa, imaginando como seria vazio o meu mundo sem a família maravilhosa que Deus me deu”.

 

“Mãe de mão cheia”

#mãedemãocheia #sermae #privilegio #adaptaçao

Comentários

Mulher, esposa e mãe

Mulher, esposa e mãe

É tão normal depois de ser mãe achar que já não é possível ser mulher e ser uma esposa.
Ter um bebe é descobrir que conseguimos ter um dia extremamente exaustivo.

Nos primeiros tempos somos assoladas com a ideia que talvez sejamos péssimas mães, que é tão difícil, que as outras conseguem e nós não, que a nossa vida social, profissional chegou ao fim. Vou usar pijama de manhã à noite, não vou conseguir ter tempo nem para tomar banho. É o fim…

 Mas a verdade é que as mães não são perfeitas, a mãe cansa-se, chora e falha e daí?
Ser mãe é aprender a ser melhor, descobrir em nós que conseguimos ultrapassar dia após dia e o bebe ainda respira, sim está tudo bem!

E daqui vem algumas das dicas que acho serem importantes:

– Pedir sabedoria a Deus, a prenda de ser mãe veio Dele, Ele vai ajudar com toda a certeza

– Investir em nós mesmas, após um período de dedicação exclusiva ao bebé é muito importante que isto aconteça, se eu estiver bem a minha família estará bem.

– Investir na minha felicidade, fazendo nos tempos livres o que mais gosto de fazer, nem que seja descansar e dormir

 – Eu sou uma peça muito importante no equilíbrio da minha casa, se eu conseguir estabilidade emocional terei uma família feliz e tranquila.

 – Cuidemos do bebé com todo o prazer mas nunca descuidemos do nosso marido, ele já existia antes do bebé e um dia o bebé vai ter 20 anos e vai casar e preciso do pai comigo com a mesma alegria e prazer da minha companhia

– Procure encorajar o pai frequentemente a conhecer estas novas peripécias da maternidade, será mais fácil ter alguém que nos entenda, proteja por perto.

Provérbios 31:10 a 20

Ser mãe é fantástico, uma aventura, uma aprendizagem, um reconforto, uma certeza: Ser mãe é saber que Ele nos achou capazes, que Ele vê em nós potencial, que Ele acreditou desde o início que somos Bosses no que fazemos, ser Mulher, ser Esposa, Ser Mãe. Eu sou uma Boss Mummy.

 

“Boss_mummy”

 #sermae #seresposa #sermulher