Apoiar o Marido

Espaço Mulher - Você tem valor

Estudos

Apoiar o marido

1 – Introdução

O casamento não é 2 pessoas viver juntas e já está.
Casamento é algo que temos que construir dia após dia.

Uma das áreas importante tem a ver os relacionamentos.
Hoje vamos falar uma parte do papel de esposa, que é: Apoiar o marido.

Gén.2:18
…  Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma adjutora … .

Deus criou a mulher para ajudar o marido.
Podemos pensar que já não se usa isso, que já está ultrapassado.

Mas se quisermos um casamento feliz, de acordo com o plano de Deus, temos que fazer as coisas à maneira de Deus.
O modelo do mundo, vai dar resultados do mundo: divórcio, infelicidade etc..

Nós, mulheres, fomos criados para ajudar o nosso marido.
Para isso, Deus nos deu dons, talentos.
Não é por acaso que a mulher sempre nota os detalhes, para ela é fácil, é natural ter compaixão, querer ajudar pessoas.
Ela é mais emocional, envolve-se mais com as pessoas.

Foi assim que Deus nos fez.

Se achar que não é bem assim, ou que não é capaz, ou se não quer fazer isto, não há problema, então o melhor é não se casar. O casamento para si não vai dar certo, vai ter muitos problemas. 

Deus instituiu na família autoridade e hierarquias.
Se funcionarmos de acordo, vamos ter o successo.


2 – Como Apoiar o Marido – o que NÃO fazer

Atrás de um grande falhanço de homem, muitas vezes também há um grande falhanço de mulher.

Ela não sabe o papel dela.
A mulher tem um grande poder de influenciar o seu marido, mesmo que ela não entenda  isso.

Em alguns casos a mulher, em vez de influenciar para o melhor,  influencia para o pior.

Pelas atitudes dela, ela se torna um peso em casa.

Como?
– Está sempre a pôr obstáculos.
     “É muito dificil, não consigo, não sou capaz de mudar de cidade, de país nem pensar…”
Murmurar (É um pecado de idolatria)
      “Não é assim que gosto, não gosto de casa, na minha família era diferente…”
Manipular.
      É altamente satánico – (Is.58 “Eis me aqui, se tirares de meio de ti o jugo ….”);
Criticar. Está sempre criticar o marido, ela sempre encontra qualquer coisa que não está 100%.

Em vez de se concentrar nas coisas boas que ele faz, só vê, fala o que ele não fez.

Não destrua a sua casa!

Muitas vezes é mesmo a mulher como esposa e mãe que ao invés de construir, o derruba.

Prov.14:1
Toda mulher sábia edifica a sua casa a insensata, porém, derruba-a com as suas mãos.


3 – Como Apoiar o marido – o que fazer

Como já disse a influência da mulher é muito grande. Temos que aprender usar isso para o melhor.
Atrás de um grande homem,  está uma grande mulher, que sabe qual é o papel dela.

Como ?
Respeite o seu marido  – em público e privado (Ef.5:33);
Aceite os desfeitos dele. Todos temos e no casamento somos um. O desfeito dele, é o meu desfeito;
Fale bem dele. Olhe para todas as coisas boas que ele tem. Foi por causa disso, que se casou com ele;
Encoraje-o, mostre-lhe que ele é capaz. Acredite sempre nele.
A mulher muitas vezes não entende o poder disso, mas faz toda diferença;
Esteja contente com o que tiver (Mat.6:9 … pão nosso de cada diz nos dá hoje)

Construa a sua casa!

Prov.14:1
“Toda mulher sábia edifica a sua casa….”                                         

                                               

Comentários

O dia em que a minha paciência entupiu

O dia em que a minha paciência entupiu

Não é incomum as criancinhas fazerem traquinices e aumentarem a probabilidade em 200% de fazerem crescer cabelos brancos aos pais antes de chegarem aos 40. Note-se que só falei nos pais, porque eu como mãe devo ter “paciência de Jó”. É que nestes fios de cabelo que Deus me deu, continua tudo fresquinho e sem nuances brancas.

Mas a verdade é que existem crianças mais calmas, mais ponderadas e mais “pés assentes na terra”. E há outras que… não. E eu tive a oportunidade de dar à luz a esses dois extremos.

Mas não vos enganeis. O “pacientómetro” tanto bate forte numa como em outra. E um dia essa paciência entupiu. Literalmente.

Em tempos de confinamento que já lá vão, a mais nova chamou-me intrigada porque algo de errado se passava com a sanita. Lá fui eu. Olhei e vi que estava entupido de toalhitas. Daquelas húmidas e perfumadas que os peritos não aconselham a deitar pelo cano abaixo. Mas então ali estávamos.

“O que é que aconteceu aqui?”
“Eu não faço ideia mamã…”
“A embalagem inteira de toalhitas está ali dentro. Quem é que fez isto?”
“Não sei mamã…”

Mas nós mamãs, sabemos. Sabemos exatamente o milésimo de segundo em que eles nos estão a mentir. E com a minha paciência já entupida, voltei a perguntar o que aconteceu.

“Ok… Fui eu…”
Motivo? Não foi identificado.

Só sei que eu e a minha luva de borracha passámos um momento bonito a tirar o quilo de toalhitas de dentro da sanita.
Não foi um trabalho prazeroso nem tão pouco gratificante. Mas alguém tinha que o fazer.

Quando sentes que a tua paciência entupiu, nada melhor que respirar fundo e.… desentupir. Não é fácil, mas alguém tem que o fazer. E esse alguém és tu. Escrevo isto enquanto me olho no reflexo do monitor que faz de espelho.

Desentope tudo. Descomplica tudo… para que esse tudo possa fluir no sentido certo.
E contenta-te com um sincero “Desculpa mamã, não volto a fazer isto.”

É confiar e seguir em frente.

“Mais ainda, alegramo-nos nos nossos problemas, porque os problemas produzem a paciência; e a paciência produz a firmeza de carácter nas dificuldades e a esperança.
Esta esperança não nos engana, porque Deus encheu-nos o coração com o seu amor, por meio do Espírito Santo, que é dom de Deus.”

Romanos 5:3, 4


“Flor de sal”

 #flordesal #pacienciademae #paciencia

Comentários

Ajudar a Deus

Família debaixo do fogo

Espaço Mulher - Você tem valor

Estudos

Família debaixo do fogo

1 – A Família está debaixo de Ataque

 João 10:10
“O ladrão não vem senão para roubar, matar e destruir…
 

 O diabo vem para roubar, matar e destruir.

A família foi inventada por Deus.
É uma força, uma união poderosa.

Uma família forte, produz pessoas com carácter, com moral, trabalhadoras.
Uma família forte dá uma Igreja forte.
Uma família forte dá uma sociedade forte.

 Quando o diabo consegue atacar uma família:
– Tem uma porta aberta para destruir as pessoas dessa família.
– Tem porta aberta para entrar na Igreja.
– Tem porta aberta para entrar na sociedade através de:
 • Criminalidade
 • Moral
 • Ensino nas escolas


2 – Como o diabo
ataca?

 Ele sempre procura a pessoa mais fraca.
Se é a esposa, ele sabe que atacando a esposa, vai atacar o marido etc.

 Como ele sabe? O diabo não é Deus, ele não sabe o que pensamos.
Mas ele consegue saber onde a pessoa gasta o tempo, o dinheiro, do que a pessoa fala.

– Qual a revista que está sempre a olhar?
– Qual o programa de TV que sempre assiste?  Modas, novelas, etc…
– Qual a tendência da pessoa? Religião, Ciência, etc… 

Ele nunca ataca uma pessoa numa área aonde está forte.
Sempre procura a área mais fraca, a porta que está meio aberta.
 O que você tiver no coração.

O seu coração está cheio de quê?
E é aí que o diabo tenta entrar. Se gostar de novelas, ele vai lhe trazer situações na sua vida parecida com as novelas, para você começar a agir como nas novelas: adultério, mentira, etc…

 I Pedro 5:8
“.. vigiai. O vosso adversário, o diabo, anda em derredor, rugindo como leão, e procurando a quem possa tragar;”


3 – A Melhor defensa é o Ataque.

 Como se defender?
 Ponha Deus no 1º lugar.

 a) Ande com Deus.
 Encha-se da Palavra de Deus.
Vai pensar, falar e agir como Deus.
Vai ter o sucesso que Deus sempre teve para você.

 b)Tenha uma vida de oração
 Não espere a chegada dum ataque para começar a orar desesperadamente.
Tenha a sua família sempre rodeada, protegida com oração.

Mesmo se tudo parece bem, lute contra os demónios que podem atacar sua família:
– Influências más no emprego, na escola etc.

Prevenir melhor do que remedir.

 
c) Não caia nos laços do diabo
 O diabo vem com as atrações do mundo, engano de riquezas.
Tudo o que se vê é temporário.
Tudo o que não se vê, é eterno.
A semente do diabo também cresce devagarinho. Cuidado com as ervas daninhas.

Ore a oração de Efésios 1, 3  e  a oração do Pai Nosso.

Comentários

Controlar a ira

Espaço Mulher - Você tem valor

Estudos

Controlar a ira

1 – O QUE É IRA
 
A ira é um sentimento mau que tem como causas:
– O que alguém nos fez ou não fez: insulto, ofensa, esquecimento etc.
– O que aconteceu ou não aconteceu:

Salmos 37:8
“Deixa a ira, abandona o furor; não te indignes deforma alguma para fazer o mal.”

Provérbios 15:1
“A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira.”


2 – COMO A IRA É EXPRIMIDA

UMA PESSOA INTROVERTIDA EXPRIME A SUA IRA PARA DENTRO DELA:
Ela não fala, não mostra, mas a ira existe igualmente.

TORNA-SE EM:
– Amargura.
– Quando não é tratada transformar-se em úlceras e outros problemas de saúde.
 
UMA PESSOA EXTROVERTIDA, EXPRIME A SUA IRA PARA FORA:
– Explosão, todos ficam a saber, envolve todas as pessoas à sua volta.
– Incluindo pessoas não salvas, que estão a observar o nosso testemunho.
– Incluindo os novos convertidos, que pensam que todo Cristão é 100% perfeito. Por conseguinte, temos que saber controlar a nossa ira.
 

3 – IRA DIVINA

A Bíblia fala que podemos nos irar, mas sem pecar.

Efésios 4:26
“Irai-vos, e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira.”

Mateus 21:12-14
“E entrou Jesus no templo de Deus, e expulsou todos os que vendiam e compravam no templo, e derribou as mesas dos cambistas e as cadeiras dos que vendiam pombas; E disse-lhes: Está escrito: A minha casa será chamada casa de oração; mas vós a tendes convertido em covil de ladrões. E foram ter com ele no templo cegos e coxos, e curou-os.”
 
Jesus se irou, mas não pecou. Irou-se numa situação certa, com as pessoas certas, corrigiu a situação.
 
E ACAB0U a sua ira!
 
Logo os cegos e coxos vieram ter com Ele, para serem curados.
Todos entenderam, ninguém ficou chocado, ofendido ou duvidou de Jesus.
O povo de Israel provocou a ira de Deus.
 
Deuteronómio 9:7 “Lembra-te, e não te esqueças, de que muito provocaste à ira ao SENHOR teu Deus no deserto; … , rebeldes fostes contra o SENHOR.”
 
Nunca devemos andar em amor, enquanto há pecado, rebelião, ofensa contra Deus.
Mas sem pecar.
 

4 – IRA HUMANA
 
Quando alguém nos ofende. Quando alguém não nos agrada. Quando alguém falha.
 
Gálatas 6:1
“Irmãos, se algum homem chegar a ser surpreendido nalguma ofensa, vós, que sois espirituais, encaminhai o tal com espírito de mansidão; olhando por ti mesmo, para que não sejas também tentado.”
 
O sentimento pode-lhe aparecer, mas temos que ser espirituais para controlar e mandar nesta ira.
 
COMO?
 
a) Perdoar a pessoa: Rápido sem complicações (dá e ser-vos a dado).
 
b) Estar cheios do Espírito Santo, da Palavra de Deus. Cada vez vamos ser mais parecidos com Deus.
As ofensas vão parecer-nos como são: como as falhas dos nossos filhos. Não está certo, mas coitado.
Ele vai crescer. Não me vou baixar no nível dele.
 
Provérbios 19:11
“A prudência do homem faz reter a sua ira, e é glória sua o passar por cima da transgressão.”

Comentários

E a mim… Quem é que me dá colo?

E a mim... Quem é que me dá colo?

A verdade verdadinha verdadeira, é que a vida de todos nós começou ao colo! Todos precisámos de “transporte” para os nossos objetivos; e a maioria mesmo quando já sabia andar preferiu colo! Quem nunca….!!! É tão mais fácil e seguro!

No entanto, com o decorrer da vida, quisemos poder seguir o nosso caminho, quisemos decidir para que lado virar e aí percebemos: temos que andar pelo nosso pé. Os colos começaram a ser cada vez mais raros, passando a sermos nós os responsáveis do colo dos “outros”, deixando para trás muitas das vezes as nossas necessidades, emoções evivendo uma vida reprimida ou até contrariada.

Muitas pessoas ao se aperceberem disto decidem dar o “grito do Ipiranga” e largam famílias, empregos, chamadas e tudo o que tinham até aí com a ilusão que têm que se libertar…… outros vivem toda a sua vida “encaixando” vivências que lhes causam dor e sofrimento, infelizes, fingindo que está tudo bem… afinal “tem que estar tudo bem”, se eu desmoronar o que vai acontecer?

Mas … o que diz o meu PAI?
– Vem ao meu colo… está disponível …!

É nesta altura que temos que perceber que é hora de voltarmos ao “colo” … hora de pararmos de tentar gerir as coisas à nossa maneira, de lutarmos com as nossas forças e deixarmos que Ele nos guie através do turbilhão das nossas próprias emoções, sentimentos e vivências.

Temos que ter a coragem de O ver levar-nos para onde nunca pensámos ir, e o fazermos sem “espernear”, dar desculpas ou tentar fugir… Deixa-Lo olhar-nos nos olhos e atravésdos olhos d’Ele vermos o que temos que mudar em nós para sermos verdadeiramente felizes, leves e livres.
 Perdoar?…” masnão compreendes o que mefizeram…”
 Obedecer?…,“mas não faz sentido ….“
 Servir os outros?…,“mas e eu?…”

Mas quando e sempre que decidimos “ir ao colo” sem condições, vamos ouvir e viver a verdadeira verdade de uma maneira intensa amorosa e sem condenações, mas também sem condescendências ou cedências; vamos saber que somos amados para sempre e confiar no que nos é dito por Ele, porque é para nosso bem e sempre funciona.

Como “a menina do Pai” sei muito bem a responsabilidade (e dificuldade…!) de ir ao colo…mas também sei que não há outra maneira de viver realmente feliz.

Jeremias 31:3
Há muito que o Senhor me apareceu, dizendo: Porquanto com amor eterno te amei, por isso combenignidade te atraí.                                                                                                                                                                                

“God’s Girl”

#godsgirl #colodopai #confiaremDeus #eamimquemmedacolo